Os melhores países do mundo para viver

 

Morar em outra cidade do seu país natal já pode ser bem diferente. Cruzar o oceano e mudar de continente pode ser ainda mais complicado. A diversidade cultural muitas vezes pode dificultar a vida dos imigrantes, que não estão acostumados com o estilo de vida do novo país de residência.

Muito provavelmente você encontrou na internet diversos sites que listam quais são os melhores países para morar, contudo, nem sempre isso vale para todo mundo. Como assim? Um país pode apresentar ótimas condições de vida para os cidadãos nativos, mas o mesmo pode não acontecer com os imigrantes.

Pensando nisso, pesquisamos os países com melhores políticas para imigrantes. Os dados foram coletados pelo British Council e a Migration Policy Group, uma organização europeia para políticas de imigração. Para a avaliação, os seguintes pontos são avaliados, em uma escala de 0 a 100:

[table]
País,Suécia, Portugal, Canadá, Finlândia, Austrália
Mobilidade no mercado de trabalho, 100, 94, 81, 71, 58
Possibilidade de reunir a família, 84, 91, 89, 70, 81
Residência de longo prazo, 78, 69, 63, 58, 61
Políticas contra discriminação, 88, 84, 89, 78, 69
Participação política, 75, 70, 38, 87, 59
Acesso à nacionalidade, 79, 82, 74, 57, 77
Educação, 77, 63, 71, 63, 72
Média geral,83, 79, 72, 69, 68
[/table]

Suécia

 

Apesar do sueco ser a língua oficial, não é muito difícil se comunicar em inglês na Suécia, pois muitos de seus habitantes estudam a língua. Os invernos são bem rigorosos, com temperaturas muito frias e pouquíssima claridade.

Portugal

 

 

Além da grande facilidade de comunicação proporcionada pela língua, Portugal oferece grandes vantagens. Impostos variados são menores que no Brasil, além de algumas isenções. O país é muito bem posicionado na Europa, permitindo que suas viagens pelo velho continente sejam rápidas e baratas.

Portugal também oferece fácil acesso aos brasileiros, que podem passar até 90 dias no país sem a necessidade de visto. É uma boa oportunidade de conhecer as terras lusitanas para saber se o estilo de vida português lhe agrada.

Canadá

 

 

O Canadá conta com 3 das 10 melhores cidades para se morar no mundo: Vancouver, Toronto e Calgary, que estão na terceira, quarta e quinta posição, respectivamente. Cidades como Vancouver, por exemplo, possuem residentes de várias partes do mundo, sejam estudantes que estão fazendo intercâmbio ou profissionais que buscam uma experiência no exterior.

Por conta disso, há uma grande diversidade cultural no Canadá, fator que ajuda bastante no período de adaptação. As estações do ano são bem perceptíveis e os cenários naturais possuem uma grande beleza.

O procedimento de visto para imigrantes no Canadá varia de acordo com a província e cidade em que você está interessado, pois de acordo com isso, o teste de nível da língua oficial pode ser feito para francês ou inglês.

Finlândia

 

 

Com pouco mais de 5 milhões de habitantes, a Finlândia é um país com um alto nível educacional. Apenas 2% de suas escolas são privadas, garantindo que o povo tenha acesso a ensino gratuito e de qualidade. Por ser próximo ao ártico, em algumas partes da Finlândia é possível observar o fenômeno do “sol da meia noite”.

Austrália

 

 

A Austrália é um país de grande beleza natural, um eficiente sistema de saúde, além de apresentar o segundo melhor IDH do mundo, segundo a lista de 2013. Os salários na Austrália são altos e o custo de vida é baixo, proporcionando uma sensação de igualdade social.

Com baixas taxas de criminalidade e uma cultura que não oferece uma adaptação difícil para brasileiros, este é um ótimo destino, principalmente para pessoas que estão procurando uma especialização acadêmica. Melbourne, cidade australiana, é considerada como a melhor cidade do mundo para se morar.

Os outros países que aparecem no TOP 10 são:
Holanda, Bélgica, Noruega, Espanha e Estados Unidos.

Está pensando em mudar de país? Entre em contato conosco e conheça nossos serviços.

“Pensou em mudança internacional, pensou em MudancaInternacional.com” 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *